Crescimento nas vendas online em marketplace

Os empreendedores do varejo no Brasil nos dão orgulho! Sabemos que o varejo em geral foi bastante afetado pelo isolamento social, mas o empreendedor brasileiro não perdeu tempo e acelerou a transformação digital, passando a focar nas vendas online para não perder o lucro, principalmente nos canais de marketplace. De acordo com o Compre&Confie, o e-commerce brasileiro faturou R$ 9,4 bilhões em abril, aumento de 81% em relação ao mesmo período do ano passado.

Só no mês de abril, teve um aumento de 98% em relação ao mesmo período de 2019.

As categorias que tiveram o maior crescimento em volume de compras no mesmo período do ano passado foram: Alimentos e Bebidas (+ 294,8%), Instrumentos Musicais (+ 252,4%), Brinquedos (+ 241,6%), Eletrônicos (+ 169,5%) e Cama, Mesa e Banho (+ 165,9%).

“O mercado de varejo online está em fase de profunda mudança. O cenário de Covid-19 acelerou as vendas de categorias que, até então, eram pouco exploradas como, por exemplo, saúde, alimentos e bebidas e petshop, o que colabora para o crescimento do e-commerce brasileiro”, afirma André Dias, diretor executivo do Compre&Confie.

Clique aqui para a matéria na íntegra.

Aqui na Hub2b nossos sellers tiveram um aumento de 81,32% no GMV neste período de isolamento social.

Vale destacar alguns movimentos que observamos neste período:

1) Foco no online

Empresas que estavam “pensando” ou não focando em vender online, passaram a direcionar todos os esforços para este canal. Desde pequenos varejos, até grandes marcas e indústrias, aceleraram o processo de digitalização e passaram a atuar em canais de venda online, lançando seus próprios e-commerces e atuando nos marketplaces.

2) Novos marketplaces

Observamos a aceleração e surgimento de novos marketplaces, liderados por varejos com marca reconhecida, aproveitando seu nome forte perante o mercado consumidor, como C&A, RiHappy e GPA.

3) Marketplaces de nicho

Novos marketplaces de nicho tem se destacado, como a própria RiHappy, que percebeu o aumento das vendas na sua área e criou um marketplace para alavancar e acelerar esta oportunidade. Mercado Aventura, Novo Mundo, Net Suprimentos também tem se destacado como marketplaces promissores.

4) Escalar as vendas a curto prazo

Os marketplaces permitem que o seller parceiro já saia vendendo do dia para a noite. Com o modelo de custo variável (você só paga sobre o que vender), o marketplace acaba sendo o melhor canal para alavancar as vendas, principalmente em um período de crise, onde o retorno precisa ser rápido.

Como vimos, apesar do momento delicado, as empresas de varejo estão tomando decisões rápidas e acelerando o processo de transformação digital, conseguindo driblar a crise, manter o crescimento com as vendas online e sair na frente dos concorrentes que estão esperando a onda passar.

E você, quer fazer parte desta transformação? Clique aqui e veja como a Hub2b pode ajudar a sua empresa a impulsionar as vendas nos marketplaces.

Comentários
Share

Cofundador da Hub2b