Empreender na crise do COVID-19: como superar o momento com vendas online

Empreender é o um dos grandes sonhos de muitos brasileiros, e diante do cenário de crise econômica em que vivemos devido ao novo coronavírus, também se tornou uma boa opção para os brasileiros que perderam seus empregos, ou que precisam de uma renda extra.

A pandemia exigiu, e continua exigindo, total inovação dos empreendedores na busca por minimizar os impactos da crise e manter as vendas e o faturamento durante o período.

Com o isolamento social e o comércio de portas fechadas, a maioria dos clientes de lojas físicas migrou para as compras online. Com isso, vender produtos e serviços via e-commerce e marketplaces se tornou a solução para muitos donos de estabelecimentos e para quem quer começar a empreender mesmo diante da crise.

O comércio virtual é um mercado de baixo custo e que pode trazer muito retorno positivo se gerenciado corretamente. Neste artigo, vamos conhecer as vantagens em vender seus produtos e serviços online, principalmente em uma época de crise e baixos orçamentos. Acompanhe e boa leitura!

Empreendedorismo digital e vendas pela internet: quais são as vantagens?

O empreendedorismo envolve desde novos negócios à mudanças dentro de empresas que já existem, e a internet se tornou um dos grandes nichos de mercado da atualidade. A aliança entre um e outro, deu vida a era do empreendedorismo digital.

Sendo assim, podemos associar o empreendedorismo digital à criação de negócios na internet que ofereçam produtos ou serviços online. As vantagens de vender pela internet são muitas. Veja:

Os consumidores já estão na internet

Atualmente, o Brasil possui cerca de 70% da sua população conectada à internet através de algum tipo de dispositivo. Ou seja, em média, 150 milhões de brasileiros já estão online.

Agora, imagine que todo esse público está buscando novos produtos e serviços para comprar a todo o momento. Além disso, a grande maioria dessas pessoas costuma pesquisar antes de comprar qualquer coisa pela internet.

Já imaginou se a sua loja fosse encontrada nessas pesquisas? Para isso, lembre-se de investir em uma boa estratégia de marketing digital para começar a divulgar a sua loja.

Comércio digital: segurança e praticidade

No primeiro semestre de 2020, devido ao início das medidas preventivas contra a COVID-19, muitas lojas tiveram de baixar suas portas e, com isso, o número de vendas online registrou um crescimento de cerca de 140%.

Em tempos de isolamento social, realizar compras pela internet se tornou um hábito de muitos consumidores, principalmente devido à sua praticidade e segurança.

Para o consumidor, comprar online significa evitar contágio ou transmissão do vírus e, ao mesmo tempo, receber os produtos com rapidez e segurança sem sair de casa.

Para o vendedor, significa menos tempo de exposição na rua, seja no caminho para o trabalho ou durante um atendimento físico com clientes, até a otimização da forma de pagamento. Ou seja, ele não precisa mais lidar com dinheiro em espécie, já que os pagamentos são todos realizados por meios digitais, como cartão, boleto bancário, dentre outros.

Venda para qualquer lugar do mundo

Com uma loja virtual, suas vendas não precisam ter fronteiras. Afinal, os seus consumidores podem estar em qualquer parte do Brasil e do mundo e as suas vendas podem ir muito além.

Você pode vender o que quiser! Seja produtos artesanais, conteúdos e serviços como freelancer, revenda de produtos importados, alimentos e refeições, consultoria online, dentre diversas outras opções. Escolha algo que é a sua cara.

Com os serviços dos Correios e transportadoras nacionais e internacionais, você pode garantir que seus clientes recebam seus produtos onde quer que estejam. Mas para isso, lembre-se de definir uma boa estratégia de vendas e fretes para que seja vantajoso tanto para você, quanto para o consumidor.

Conheça o passo a passo definitivo para a abrir a sua loja virtual!

Trabalhe de onde e quando quiser

Já ouviu falar em nômades digitais? Pois é. Os nômades digitais são empreendedores que trabalham e oferecem seus serviços de qualquer lugar do mundo para qualquer lugar do mundo, sem necessidade de estar presente fisicamente, já que todos os trabalhos são realizados de forma digital.

Com o seu comércio digital, você pode começar a empreender e vender produtos e serviços online de onde estiver, com flexibilidade e segurança. Você se torna o seu próprio chefe e pode realizar as suas tarefas no horário que quiser assim como o seu cliente pode comprar o seu produto ou serviço 24 horas por dia, sem preocupação.

Custos baixos

Com a crise, sabemos que o orçamentos da maioria dos empresários caiu bastante, não é mesmo? Por isso, em comparação com uma loja física, manter uma loja online é muito mais barato e não exige endereço físico para funcionar.

Seus gastos, basicamente, serão com mercadoria, manutenção do site e com as campanhas de divulgação que estabelecer nos planos de marketing. Nada de preços absurdos de aluguel e contas de consumo, por exemplo, e os custos de frete também podem ser evitados com uma loja virtual.

5 dicas para vender seus produtos online em tempos de crise

  • Crie um e-commerce simples e esteja presente nos marketplaces
  • Invista em um nicho de mercado
  • Use e abuse das redes sociais
  • Realize promoções de acordo com as preferências do seu público
  • Ganhe a confiança dos seus clientes

Você sabia que, neste ano, de acordo com o Compre&Confie, o e-commerce brasileiro faturou mais de R$ 9 bilhões somente no mês de abril? Saiba como nossos sellers tiveram aumento de mais de 80% no GMV neste período e converse com um de nossos consultores para descobrir como a Hub2B vai te ajudar a alavancar as suas vendas online.

Comentários
Share

A Hub2b conecta a sua marca com os maiores marketplaces. Conheça a ferramenta mais prática para gerenciar e automatizar a sua operação nos marketplaces.