Entendendo a Troca Eletrônica de Dados

By:

Com a crescente expansão do comércio e adequação à tecnologia, as empresas começaram a comunicar-se com uma grande quantidade de parceiros comerciais (distribuidores, fornecedores, clientes, instituições financeiras, governo, etc.). Surgiu então a necessidade de automatizar e agilizar o processo de troca de informações entre todos os parceiros envolvidos no negócio, que até então eram feitas através de meios não digitais.

Geralmente as empresas utilizam um conjunto de softwares que servem para automatizar processos e trazer resultados significativos para o negócio, ou até mesmo para expandir sua abrangência no mercado. Esses sistemas são desenvolvidos por empresa diferentes, funcionam e processam as informações de maneiras diferentes e emitem dados em formatos variados.

Neste contexto, já é possível perceber a complexidade que as empresas enfrentam ao trocar informações de uma forma ágil e transparente. Para que isso seja possível é necessário um demasiado esforço manual transformando os dados em formatos que os parceiros de negócios, ou melhor, os sistemas dos parceiros, consigam entender e processar as informações.

As empresas desenvolvedoras de software gastam tempo e dinheiro desenvolvendo cada integração específica, principalmente com softwares de gestão considerados de grande porte. Às vezes, a modificação do software para se integrar com outro aplicativo é baseada na demanda de apenas um cliente; então ou o cliente paga o custo de manutenção; ou o desenvolvedor toma para si este custo; ou o cliente continua com o alto custo do processo atual, em geral utilizando papéis e fazendo manualmente a reentrada de dados nos aplicativos.

A Troca Eletrônica de Dados surge como uma tecnologia de informação capaz de estreitar o relacionamento entre empresas, podendo ser definido como um fluxo eletrônico e padronizado de dados entre empresas que permite melhorar os resultados, tanto em termos operacionais quanto estratégicos.

Fonte: InformationWeek
Fonte Imagem: InformationWeek

Diversos documentos definem a Troca Eletrônica de Dados (EDI, Electronic Data Interchange). Em resumo, e de forma objetiva, EDI é a troca eletrônica de documentos estruturados entre softwares, usando a Internet ou uma rede de dados privada.

Comunicação entre sistemas são essenciais para o bom desenvolvimento das empresas. Conexões com clientes e fornecedores precisam ser mantidas para obter vantagens sobre concorrência e diferenciais de mercado. O uso da Troca Eletônica de Dados facilita esta comunicação entre diferentes sistemas, adicionando valor aos negócios, agilizando processos e melhorando acordos entre empresas. 

Comentários
Share

A Hub2b conecta a sua marca com os maiores marketplaces do mundo.