O que é markup e qual a importância para a precificação dos seus produtos?

O que é markup e qual a importância para a precificação dos seus produtos?

O que é markup e qual a importância para a precificação dos seus produtos?

Mais importante do que apenas precificar, é entender quais são os custos e encargos envolvidos para garantir um bom preço para os clientes e a margem de lucro para a empresa. 

Definir um preço é parte essencial de qualquer estratégia comercial, certo? Mas, mais importante do que apenas precificar, é entender quais são os custos e encargos envolvidos para garantir um bom preço para os clientes, a margem de lucro necessária para a empresa e, então, o sucesso das vendas.

Por isso, o markup é um conceito que deve ser totalmente considerado em qualquer estratégia de precificação de produtos, já que é com ele que a sua empresa aponta todos os fatores internos e externos que devem fazer parte do preço. Portanto, vamos entender um pouco mais sobre esse conceito e como aplicá-lo no dia a dia da sua empresa.

 

O que é markup?

Para entender o que é markup, basicamente, é o índice usado para a formação do preço de venda de um produto ou serviço, e é sempre aplicado sobre o custo desse produto ou serviço. Ou seja, depois de identificar o total dos custos envolvidos, a margem de lucro é aplicada.

Depois de definir um preço de venda com base no markup é quando o empresário consegue identificar possíveis inconsistências da sua operação com o mercado. Se o seu valor estiver muito diferente da média aplicada pela concorrência, talvez esteja na hora de rever os seus fornecedores, por exemplo.

Outro ponto importante é: produtos e serviços muito caros não encontram ou têm dificuldade de encontrar compradores, enquanto os muito baratos reduzem a lucratividade do negócio, e assim, podem comprometer a sua sustentabilidade. Por isso, leve sempre em consideração também o poder de compra do seu principal consumidor.

Basicamente, o markup é o índice que permite que as empresas definam o preço final dos seus produtos e serviços de forma que cubra todos os seus custos e também garanta uma margem de lucro satisfatória e saudável para o negócio.

 

Como funciona e quais são as variáveis do markup?

Podemos dizer que o markup funciona como uma fórmula: dispomos os valores de despesas operacionais, somados a margem de lucro e o custo da produção. Porém, esses valores devem ser minuciosamente definidos para que o preço final seja coerente.

Dependendo do tipo de produto ou serviço que a sua empresa oferece, estipular um preço justo pode parecer uma tarefa um tanto complexa. E é neste ponto que o markup pode funcionar como um simplificador deste processo, já que, ao colocar na mesa tudo o que sua empresa gasta para fazer seu produto chegar ao seu cliente, é possível ter mais segurança ao definir seu preço e garantir resultados positivos.

Assim, sua empresa poderá vender com preços justos para você e seus clientes, contemplando tudo o que foi gasto até que eles efetuem o pagamento no seu ponto de venda, o PDV.

O cálculo do markup pode ser dividido em duas etapas. Vamos agora conhecer quais são os principais elementos que é preciso determinar na primeira fase de cálculo do índice markup:

Despesas fixas: aqui, consideramos todos os custos para manter uma empresa ativa, independente de quanto é produzido. Por exemplo, as despesas administrativas, aluguel e salário de colaboradores que não estão envolvidos na produção.

Despesas variáveis: uma vez que a produção ou a capacidade de prestar serviços reduza ou aumente, esse tipo de despesa varia na mesma proporção. Neste momento, bom exemplo de despesa variável pode ser a comissão pelas vendas para os vendedores.

Margem de lucro: a margem de lucro, ou Lucro Presumido, é, basicamente, o valor que sobra da venda, depois de descontadas as despesas da sua produção.

Dentro do conceito do markup, esses três componentes deverão ser calculados na forma de percentual. Por exemplo, se o total de despesas fixas é 15%, então essa é a porcentagem da sua venda que será destinada para cobrir os custos operacionais. E assim, por diante.

 

E então, como calcular o markup?

Agora vamos conhecer a fórmula do markup na prática. Para começar, vamos lembrar das variáveis que falamos no item anterior e aplicar porcentagens fictícias a elas:

DF – Despesas Fixas = 15%

DV – Despesas Variáveis = 19%

ML – Margem de Lucro = 20%

 

Agora, vamos à fórmula do markup:

100 / 100 – (DF + DV + ML) = Markup

 

Seguindo com o exemplo, vamos incluir os valores na fórmula:

100 / 100 – (15 + 17 + 19)

100 / 100 – 54

100 / 46

2,17 = Markup

Chegamos ao índice do markup! Agora, vamos usá-lo para calcular o preço de venda imaginando que o custo de produção (matéria prima e mão de obra) é de R$50. Assim, temos a seguinte fórmula:

 

Preço de Venda = CP x Markup

50 x 2,17

R$108,50 = Preço de venda

Fácil, né? Agora, fica claro a importância de utilizar essa estratégia na sua precificação de produtos e serviços e, melhor ainda, de forma simples e que vai garantir a sustentabilidade do seu negócio.

Comentários
Share

A Hub2b conecta a sua marca com os maiores marketplaces. Conheça a ferramenta mais prática para gerenciar e automatizar a sua operação nos marketplaces.