Como a Troca Eletrônica de Dados pode aumentar a lucratividade da sua empresa?

By:
Shutterstock
Shutterstock

Nem sempre aumento de receita é sinônimo de aumento de lucratividade. Muitas vezes, aumentar a produção reflete no aumento de receita, mas esta receita traz consigo custos proporcionais, o que acaba não aumentando os lucros. Quando as empresas desejam aumentar sua lucratividade, elas devem pensar na redução de custos de seus processos de produção.

Geralmente as empresas estabelecem processos para organizar as atividades de produção. Sempre é possível automatizar tais processos, buscando benefícios que fortalecem os resultados esperados. Automatizando processos, é possível controlar custos, melhorar a eficiência operacional, e principalmente sair na frente da concorrência acirrada.

Em uma empresa distribuidora ou atacadista, por exemplo, o uso de um sistema de gestão de armazém pode resultar na melhoria da acurácia de estoque em até 10%, segundo pesquisa realizada pela GS1, Associação Brasileira de Automação.

Apesar dos benefícios trazidos pela automatização de processos, muitas empresas não fazem uso adequado destas ferramentas, algumas por dificuldade de uso de tecnologias, outras por dificuldades relacionadas com integração de sistemas, suporte deficiente, entre outros problemas.

Conforme a GS1, no ano de 2012 cerca de 17% dos atacadistas ainda não possuíam um Centro de Distribuição por causa destas dificuldades. Além disso, do total de atacadistas pesquisados, 43% não utilizavam a Troca Eletrônica de Dados (integração de sistemas) para trocar informações com fornecedores, porque a indústria não havia feito exigências.

Você sabe quais são os documentos mais trafegados eletronicamente? Confira:

– Pedido de Compra – 24%
– Relatórios de Vendas – 21%
– Relatórios de Estoque – 21%
– Fatura – 21%
– Lista de Preços – 9%
– Aviso de Despacho – 3%

A integração de sistemas traz redução de custos para as empresas. Através de padronizações de dados transferidos entre os sistemas, é possível prevenir erros, acabar com o retrabalho, reduzir atritos com os clientes, e terminar com atrasos de processamento de informações (todos estes custos fixos, que podem ser estimados e/ou medidos), além de reduzir a desconfiança organizacional e reduzir conflitos de dados (custos intangíveis, difíceis de medir).

Com as pré-análises de dados que são transferidos, antes do envio dos mesmos para o sistema de destino, é possível detectar erros, corrigir problemas dos clientes, adiantar análise de problemas (todos custos fixos), além de reduzir o atraso de tempo das operações (custo intangível).

Além disso, com dados de qualidade, obtidos através das soluções de integração de dados, é possível acelerar a tomada de boas decisões, melhorar o atendimento ao cliente, aumentar a capacidade competitiva, e até mesmo aumento da satisfação dos colaboradores.

A troca eletrônica de dados permite que as empresas possam se destacar no mercado em que atuam, reduzindo ainda mais seus custos, automatizando processos de relacionamento com parceiros comerciais e clientes, crescendo e competindo de forma eficaz.

Referência: “Automação a favor dos negócios”, página 21 em http://issuu.com/gs1br/docs/brasilemcodigo5
Comentários
Share

A Hub2b conecta a sua marca com os maiores marketplaces do mundo.