Dicas para vender online: 8 principais erros para evitar em marketplace

Já não é novidade que os marketplaces estão ganhando cada vez mais força no comércio virtual brasileiro, certo? Somente entre os anos de 2017 e 2018, o número de lojas anunciantes nas plataformas marketplace subiu pouco mais de 90%.

Com a crise do coronavírus acentuada no mundo inteiro desde março de 2020, muitas outras lojas sentiram a necessidade de se reinventar e também partiram para o mundo do e-commerce e marketplaces, o que resultou em um aumento em 140% nas vendas online somente no primeiro semestre deste ano.

Leia em: Empreender na crise do COVID-19: como superar o momento com vendas online

Dentro desse contexto, vender online pode representar diversas vantagens em relação às vendas por lojas físicas.

Porém, é preciso ficar atento à alguns erros comuns cometidos pelos sellers – como são chamadas as lojas que anunciam em marketplaces – para evitá-los e garantir o sucesso das vendas, além de uma boa gestão da loja. Vamos conhecer esses erros e entender como fugir deles? Confira as dicas para vender online:

 

1. Considerar que todos os marketplaces são iguais

É importante ter em mente que cada plataforma de marketplace possui suas características e particularidades sobre os detalhes e processos de venda, como formato de anúncios e taxas de comissão. Além disso, cada uma delas também está preparada para atingir determinados públicos e nichos de mercado.

Por isso, pesquise bem qual tipo de marketplace mais se encaixa no seu modelo de negócio e nos produtos ou serviços que você vende, para não correr o risco de anunciar o produto certo no lugar errado.

 

2. Descrições de produto incompletas

Atente-se às descrições dos seus produtos e evite informações confusas e desatualizadas. O usuário precisa ter completo entendimento do que está sendo ofertado e com fácil leitura para que o produto se venda sozinho, sem necessidade do cliente tirar muitas dúvidas e, assim, agilizar o processo e otimizar a experiência de compra.

Descreva o maximo de informações possíveis, mostre todos os benefícios que o seu cliente terá com seu produto e suas vantagens principais. E não se esqueça das fotos! Faça imagens próprias dos seus produtos e evite anunciar com fotos retiradas da internet, assim você não terá problemas com baixa qualidade e possíveis direitos autorais.

Invista em fotos de boa qualidade, com fundos neutros para garantir destaque ao seu produto, boa iluminação e nas medidas necessárias. Uma boa dica é contratar um fotógrafo para realizar este trabalho e garantir as melhores fotos para seus anúncios. Se não puder, essas dicas já podem ajudar bastante.

 

3. Má gestão de vendas e estoque

Controle manual de vendas e estoque pode ser um grande risco se você quer anunciar em marketplaces e ter sucesso nas vendas, pois além do risco de falhas, isso pode demandar muito tempo da sua equipe que poderia estar alocada em decisões mais estratégicas e essenciais para o negócio.

Indique corretamente os seus produtos com SKUs e códigos de barra para facilitar o controle dos mesmos e evitar problemas com expedição e inventário.

Invista em um bom sistema de gestão para fazer o controle integrado das suas vendas e estoque, junto também ao financeiro e contábil, e garanta uma gestão completa em todas as etapas do seu processo.

 

4. Não se preocupar com pós venda

Garantir um bom atendimento pós venda com os seus clientes é essencial para a integridade de qualquer negócio, principalmente se ele for online. Abra diversos canais de chamados para que todos possam ser atendidos com eficiência, seja por chat direto do site, redes sociais, e-mail, whatsapp corporativo, telefone, dentre outros.

 

5. Desconsiderar a reputação dos seus produtos

Você sabia que os marketplaces podem punir os sellers por má reputação da sua loja e dos seus produtos? Cada transgressão pode variar o tipo de punição pela plataforma, mas geralmente ela acaba diminuindo a exposição dos seus anúncios, o que pode gerar uma boa queda de vendas.

Cada plataforma possui a sua exigência e seu tipo de punição, por isso, fique atento à isso na hora de anunciar os seus produtos, tanto para evitar problemas com os marketplaces, quanto para entregar o melhor produto e serviço para os seus clientes.

 

6. Falta de planejamento

Lembre-se sempre de construir novas estratégias e cenários para desenvolver sua loja e crescer as suas vendas. Ou seja, pense em novos produtos e serviços para surpreender seu público, entenda a sazonalidade das suas vendas, invista em anúncios e campanhas de marketing, dentre diversas outras estratégias.

Por falar em planejamento, já se preparou para a Black Friday 2020

 

7. Contar com apenas um marketplace

Não se prenda a uma única plataforma de marketplace como canal de venda. Afinal, qualquer problema ou instabilidade pode afetar diretamente a sua performance de vendas e, consequentemente, o seu faturamento.

Além disso, vender em mais de uma vitrine virtual pode significar muito mais visibilidade para o seu produto e aumentam as chances de crescimento da reputação da sua loja.

 

8. Não utilizar um hub de integração

Ficou clara a importância de investir em mais de uma plataforma de marketplace para vender os seus produtos, certo? Mas, e para organizar tudo isso e não perder nenhum detalhe da sua operação em diversas plataformas ao mesmo tempo?

Conte com um hub de integração eficiente para organizar todos os seus marketplaces de confiança em apenas um lugar, com facilidade, rapidez e 100% online. Realize suas vendas e gerencie seu estoque em poucos cliques, de forma totalmente integrada, e entregue o melhor atendimento aos seus clientes.

 

Comentários
Share

A Hub2b conecta a sua marca com os maiores marketplaces. Conheça a ferramenta mais prática para gerenciar e automatizar a sua operação nos marketplaces.