Investimento inicial em e-commerce: quanto custa vender em marketplaces?

Investimento inicial em e-commerce: quanto custa vender em marketplaces?

Investimento inicial em e-commerce: quanto custa vender em marketplaces?

Você sabe quanto custa para o lojista começar a anunciar os seus produtos nessas plataformas?

Confira o artigo e vamos entender um pouco mais sobre o assunto agora.

A estratégia de anunciar e vender produtos através de plataformas marketplaces pode trazer muito retorno positivo para o empreendedor, principalmente se organizada da maneira correta, já que os canais de venda já estão praticamente prontos para vender.

Sabemos que os marketplaces são muito frequentados pelos consumidores que prezam pela comodidade de poder encontrar tudo o que precisa em uma só plataforma, e pela segurança de estar comprando de forma segura. Ou seja, o fluxo de usuários costuma ser muito grande em todas as épocas do ano.

Porém, é claro que existe um certo custo para usufruir dessas vantagens e aumentar a sua operação. Mas você sabe quanto custa para o lojista começar a anunciar os seus produtos nessas plataformas? Conhece as taxas envolvidas e como funciona o repasse da comissão de vendas? Então, vamos entender um pouco mais sobre o assunto agora.

 

Qual é o investimento inicial e operacional para anunciar em marketplaces?

Normalmente, na maioria das plataformas, não existe a exigência de uma taxa inicial para anúncio de produtos. Porém, podem existir alguns custos com documentos e solicitações feitas para que a rede possa autorizar a sua venda. Portanto, pesquise e fique atento ao que as plataformas de sua preferência podem exigir no início da sua parceria.

Em relação a custos operacionais, é preciso ter em mente alguns básicos que são necessários para começar a vender e operar nessas plataformas, como:

  • Manter um estoque inicial mínimo;
  • Recursos e equipe para gestão;
  • Ferramentas e tecnologias para otimizar seus processos;
  • Custos logísticos;
  • Comissão e taxas para a plataforma.

Por isso, esteja preparado em relação a todos esses pontos principais para que não haja surpresas no meio do caminho. Esses valores podem depender do seu segmento, quais produtos sua loja vende, sua localização e até o seu momento de negócio, se está iniciando um novo ou aumentando um já existente. E claro, tudo isso impacta na sua precificação.

 

Como funciona o comissionamento?

Geralmente, a cada venda realizada dentro da plataforma marketplace, uma porcentagem é cobrada diretamente do lojista. Essa porcentagem pode variar entre 16% e 20% dentro dos maiores marketplaces do Brasil.

É neste momento que o lojista precisa avaliar sua situação para confirmar se o investimento vale a pena. Mas é importante enfatizar que, nessa porcentagem paga aos marketplaces, já estão inclusos diversos custos que o lojista já teria de qualquer forma, como mídia online, taxas de cartão de crédito, análise de fraude, entre outros.

Em um cenário onde o lojista tenha, por exemplo, uma média de 21% de custos sobre as vendas de um produto de ticket médio de R$100, ele possui um lucro de R$79 por produto, certo? Se esse mesmo lojista começar a anunciar seus produtos em um marketplace com uma taxa de comissão entre 16% e 20%, ele pode lucrar até R$86 com a venda deste mesmo produto.

Isso se deve ao fato de que os marketplaces costumam ser grandes empresas que possuem altos investimentos em tecnologia e operação, por isso, seus custos com aquisição de clientes e operacionais são bem menores. Com isso, as taxas repassadas ao lojista, também são menores.

E é claro que, somado a isso, ainda temos a relevância em SEO e tráfego dessas plataformas, o que pode agregar ainda mais se comparado a uma loja própria. Claro que isso não quer dizer que você não possa investir no seu próprio e-commerce, mas se o seu budget inicial é pequeno, vale a pena começar pelo marketplace.

 

E a conciliação de repasses?

Este momento é o mais esperado pelos lojistas: o repasse! Afinal, é aqui que o valor líquido das vendas é repassado ao lojista. Cada plataforma trabalha com as suas próprias condições e em datas específicas, por isso, procure saber exatamente a taxa de comissão e a data de repasse de cada plataforma que você quiser anunciar.

Para saber mais sobre os repasses e como fazer a conciliação destes valores sem dor de cabeça, leia também: Hub2b faz parceria com TrackCash para ajudar lojas na Gestão Financeira!

 

Como anunciar meus produtos no marketplace?

A venda por marketplaces possui diversas grandes vantagens para o lojista, principalmente para aqueles que estão começando no mundo das vendas online. A plataforma já está pronta para vender e cheia de consumidores todos os dias buscando produtos como o seu.

Mas lembre-se, é preciso muita organização e planejamento para que as os seus produtos conquistem o seu público e para que as suas vendas sejam um sucesso. Por isso, entenda quais plataformas fazem mais sucesso com o seu público alvo e não deixe de anunciar em todas elas.

Quer saber como organizar diversas plataformas marketplace em um só lugar e garantir a melhor gestão para as suas vendas?

Conheça a Hub2b agora e conheça todas as vantagens de um hub de integração completo!

Comentários
Share

A Hub2b conecta a sua marca com os maiores marketplaces. Conheça a ferramenta mais prática para gerenciar e automatizar a sua operação nos marketplaces.