Por que investir em marketplace? Entenda todas as suas vantagens

Você já deve ter ouvido falar em marketplace, certo? Frequentemente confundido com uma loja virtual, os dois possuem suas diferenças, embora tenham o mesmo objetivo: vender. O marketplace, aliás, pode ser um excelente mecanismo para aumentar as vendas, já que utiliza uma série de estratégias para atrair mais visitantes.

No post de hoje, mostraremos as diferenças entre marketplace e loja virtual, além de enumerarmos as vantagens de estar presente em um marketplace. Preparado? Então, vamos à leitura!

O que é um marketplace

O modelo de negócio, que também é denominado como feirão virtual ou e-shopping, foi implementado no Brasil em meados de 2012 por meio de grandes marcas do comércio eletrônico e ganhou espaço significante no mercado nos últimos anos.

Assim como uma loja virtual, o marketplace também é um website elaborado para propagar a venda de mercadorias no ambiente digital. Entretanto, existem diferenças significantes entre os dois conceitos.

O e-commerce é uma loja virtual em que uma marca vende suas próprias mercadorias. Já o marketplace é uma plataforma mediada por outra empresa, em que várias outras lojas se cadastram e vendem.

Para melhor explicar, daremos um exemplo de como funcionam essas diferenças: em uma loja virtual, você entrará no site da empresa Mooca e escolherá uma luminária que é vendida e enviada pela própria empresa. Já em um marketplace, entrará no site da loja Energium e escolherá uma luminária que está sendo vendida e será enviada pela empresa Luminarium.

Principais diferenças entre um marketplace e uma loja virtual

Uma vez entendido o que de fato é um marketplace e como ele funciona, é preciso entender quais são as principais diferenças em relação à loja virtual — além das já citadas anteriormente.

Por serem bem parecidos, tanto o e-commerce, quanto o marketplace possuem diferenças que podem influenciar diretamente nas estratégias de divulgação e expansão do seu negócio. Entender as diferenças pode ser determinante para o sucesso da sua empresa. Está preparado? Então, vamos lá!

Maior exposição e visibilidade dos produtos

Estratégias e ações de marketing devem ser o carro-chefe de toda e qualquer marca que busque ganhar destaque em seu mercado de atuação. Quanto mais investimento e efetividade das campanhas, mais chances seu negócio terá de conquistar novos clientes e fidelizar os que já consomem seus produtos.

Além disso, os e-commerces, principalmente, precisam de um tempo para conseguirem se consolidar de vez no mercado. Quando se trata de lojas menores e que estão começando suas operações, esse tempo pode ser ainda maior.

Já em um marketplace já consolidado no mercado, esse tempo para ganhar a confiança do consumidor poderá ser bem menor. Isso se deve à grande exposição e visibilidade que essas plataformas têm, possibilitando a atração de novos clientes.

Em outras palavras, o marketplace seria como o shopping center da sua cidade, com um grande volume de pessoas que o visitam diariamente. Já o e-commerce é a loja que está localizada em uma rua que não é tão movimentada assim.

Benefícios e garantias aos clientes

Os marketplaces, em sua grande maioria, são grandes e estruturados em grupos de empresas que fazem a intermediação do processo de compra e pagamento aos lojistas. Por isso, conseguem fornecer benefícios e garantias que lojas virtuais menores não conseguem.

Uma das garantias é que o pagamento pode ser feito de várias maneiras, ou seja, com mais de um cartão de crédito, débito e boleto. Você deve estar pensando que e-commerces também podem oferecer essa comodidade, certo? Sim, mas a credibilidade dos marketplaces acaba se sobressaindo frente as lojas virtuais.

Além de garantirem que o seu produto será entregue ou o seu dinheiro será ressarcido, essa proteção faz com que os marketplaces ganhem ainda mais força no mercado. Sem mencionar as grandes promoções que ocorrem de um modo geral — seja em uma categoria de produto ou na plataforma inteira.

Gestão de segurança da informação

Garantir a segurança de todas as informações dos consumidores é essencial em todas as transações pela plataforma. Para aqueles que desejam abrir seu próprio e-commerce, isso tem um peso ainda maior na responsabilidade.

O conjunto de segurança de um site pode ser complexo e conta principalmente com sistemas antifraude, para que o lojista não tenha o risco de ser lesado, bem como mecanismos que preservem a privacidade dos dados pessoais dos clientes.

No marketplace, o lojista não precisará se preocupar com essa parte da segurança dos dados, já que a própria plataforma se encarregará do sistema de proteção.

Quais estratégias utilizar em um marketplace

Se você chegou até esse ponto, provavelmente está bastante inclinado a pensar seriamente em colocar a sua loja virtual em um marketplace.

Por isso, a seguir, daremos dicas de como seu negócio poderá ganhar destaque perante as outras lojas. Vamos lá!

Google AdWords

Os links patrocinados são aqueles resultados que ocupam geralmente as três primeiras posições dos mecanismos de busca. Elas vêm acompanhadas de uma tag de anúncio e ganham destaque justamente por serem pagas e terem relevância para o usuário.

O detalhe desses links é que, normalmente, direcionam o consumidor para os grandes marketplaces brasileiros. Dessa forma, o usuário será direcionado para a página do produto e poderá conferir preços e condições de mais de uma marca.

Essa atração de visitantes é bastante vantajosa para os lojistas que anunciam nessas plataformas, já que boa parte dos consumidores já estão (quase) prontos para, de fato, comprar o produto que pesquisaram.

Busca orgânica

Não é segredo para ninguém que os hábitos dos consumidores mudaram. Antes, eram comuns os anúncios na TV, rádio ou jornal, mas isso não funciona tão bem nos dias atuais. Com a facilidade de acesso à internet, os clientes estão buscando cada vez mais se informar sobre o produto antes mesmo de comprá-lo.

Com a criação de bons conteúdos relacionados aos produtos e a otimização do site para os mecanismos de busca (SEO), as plataformas ganharam muito destaque nas primeiras posições.

Além de ocuparem as primeiras posições dos anúncios pagos, as plataformas também estão presentes com destaque na busca orgânica — outra vantagem para os lojistas dessas plataformas.

Facebooks Ads

Engana-se quem pensa que só é possível atrair tráfego qualificado para os marketplaces a partir das buscas pagas e orgânicas: no próprio Facebook isso também é possível.

A plataforma azul ainda é uma das maiores redes sociais ativas e conta com milhares de usuários que a utilizam diariamente. Com o seu algoritmo, o Facebook consegue direcionar os anúncios para aqueles que julga serem as pessoas mais propensas a consumirem o produto anunciado. Vale ressaltar que, para isso, o anunciante deve definir previamente quem faz parte do seu público-alvo.

Assim como o AdWords, o usuário será direcionado para a página do produto em questão e, lá, poderá comparar uma grande variedade de preços para o mesmo produto.

Como você viu, ter presença em um marketplace pode ser bem vantajoso pra sua empresa, não é mesmo? Caso tenha ficado interessado e esteja pensando em aderir ao marketplace, conheça mais sobre a Hub2b!

Nós conectamos marcas com os maiores marketplaces do mundo, por meio de uma plataforma que automatiza toda a operação, desde o cadastro de produtos até o rastreamento do pedido. Quer saber mais? Entre em contato e envie suas dúvidas!

Comentários
Share

A Hub2b conecta a sua marca com os maiores marketplaces. Conheça a ferramenta mais prática para gerenciar e automatizar a sua operação nos marketplaces.